ELASTROGRAFIA

exames -elastografia 2017-05-24T11:12:19+00:00
É um método diagnóstico que utiliza um aparelho de ultrassonografia (Siemens S2000) para a avaliação da rigidez dos órgãos examinados. Esse exame é rápido, não causa dor e não precisa de agulhas ou cortes, substituindo a biópsia em muitos casos.
 
O CEDAV utiliza a elastografia virtual desde 2012, numa tecnologia chamada de ARFI (Acoustic Radiation Force Impulse) que utiliza pulsos acústicos de curta duração para produzir deslocamentos no tecido examinado. Esses deslocamentos são chamados de ondas de cisalhamento, cuja velocidade é proporcional às características elásticas do tecido examinado, sendo a velocidade do som mais rápida em tecidos mais endurecidos.
 
Principais indicações:
Fígado – Quantificação do grau de fibrose hepática, pois quanto maior a fibrose, maior a velocidade do sinal na elastografia. Trabalhos científicos têm correlacionado a elastografia ARFI com a escala METAVIR na avaliação da fibrose hepática, podendo substituir de maneira bastante segura as biópsias hepáticas. A tecnologia ARFI tem a vantagem de permitir, no mesmo momento, um exame completo abdominal e um Doppler do sistema porta, coisa que não é possível com a técnica do FIBROSCAN. Nódulos hepáticos tem sido comparados pela técnica ARFI com resultados significativos na diferenciação entre hemangiomas, adenomas e nódulos metastáticos.
 
Mama e Tireóide – Atua como mais um parâmetro na investigação de nódulos e alterações parenquimatosas difusas, facilitando a detecção precoce de lesões de potencial maligno. Também auxilia na indicação de biópsias.
 
A elastografia hepática dura em média de 15 a 20 minutos, sendo necessário jejum de 6 horas antes do procedimento. As demais elastografias não requerem preparo.
Por ser um método ainda novo, a grande maioria dos planos de saúde não cobrem o valor do exame.

agenda